-23%
Loading...

Circuito das Comunidades de Roraima

Viver novas fronteiras sempre pode ser um recomeço… Por isso, procuramos transmitir nesse roteiro uma palheta de emoções inesquecíveis. Viveremos momentos únicos em um dos mais belos e desconhecidos Estados da
nação: Roraima!!! … Reunindo beleza natural, gastronomia, histórias regionais, cultura local e muita diversão! O turismo em Roraima tem a natureza como seu grande atrativo. Isso porque a maior parte do seu território é
coberta por rios e pela Floresta Amazônica, já a menor parte, que fica na fronteira com a Venezuela e a Guiana, é cheia de serras e montes. Por isso, o ecoturismo é ponto forte do turismo em Roraima. Além da natureza, Roraima tem algumas particularidades: é o estado mais setentrional do Brasil, é cortado pela Linha do Equador e sua capital, Boa Vista, é a única do Brasil que fica no Hemisfério Norte. Fora isso, é o estado menos populoso, só tem 15 municípios e conta com a maior densidade indígena do país.

Original price was: R$ 9.000,00.Current price is: R$ 6.950,00.

COMPRA SEGURA
Boa Vista

/

RO

FUNCIONAMENTO

Mediante agendamento

DURAÇÃO

10 dias

VALIDADE

6 meses

AFETADO POR

Não é afetada por fatores climáticos

Português

IDADE MÍNIMA

Sem restrição

 

Roteiro:

Dia 01 – EMBARQUE PARA BOA VISTA
Chegada e recepção no aeroporto, traslado para o hotel. Tarde livre para acomodação e descanso. Embarque às 17h00, com saída para o City Tour panorâmico por Boa Vista, onde ao final, seguiremos para a Orla Taumanan (“paz” em Macuxi), um antigo porto sobre o rio, que foi transformado num espaço de lazer e que abrigam quiosques, barzinhos e restaurantes. É o lugar ideal para tomarmos uma bebida gelada e experimentarmos a gastronomia local de predominância indígena, que desperta o paladar dos curiosos por conta dos exóticos temperos. Sugerimos experimentar a Paçoca com banana (carne assada batida no pilão com farinha e servida com banana), a caldeirada de peixe, a galinha caipira e a mugíca de peixe assado no forno, desfiado e cozido com farinha branca e azeite. As dicas para acompanhar são: o suco de açaí, de cupuaçu ou de buriti – esse último, também é servido como vinho!

Dia 02 – CITY TOUR / RIVER TOUR
07h00 – Café da manhã no hotel e embarque às 09h00 com saída para um passeio por Boa Vista, capital de Roraima, estado que faz fronteira com a Venezuela e Guiana. A cidade distante do eixo turístico tradicional do Brasil, por isso pouco conhecida, mas muito interessante quanto a sua arquitetura modernista, com grandes avenidas, praças e é banhada pelo famoso Rio Branco. Boa Vista, foi planejada em forma de leque, com ruas largas, bem iluminadas e arborizadas. Fundada em 1890, concentrava a produção das fazendas de gado da região, que abasteciam Manaus. Recentemente, em tempo de pós confinamentos por causa da Pandemia, o potencial turístico de Roraima foi descoberto pelos amantes da natureza e meio-ambiente, destacando-se por suas belezas naturais e liberdade. O almoço (não incluso), poderá ser no próprio hotel ou local a ser recomendado, em seguida iremos para um breve descanso, para depois fazermos o passeio de barco. Às 15h30 se prepararem para o embarque ao traslado ao píer da cidade para um gostoso passeio de barco pelo Rio Branco, onde poderemos contemplar as tradicionais casas das famílias que ali vieram se instalar na época do desbravamento da região, além de podermos apreciar o belíssimo e multicolor pôr do Sol no Rio Branco. Retorno ao Hotel após o passeio. Noite livre.

Dia 03 – COMUNIDADE DO GUARIBA / COMUNIDADE INDÍGENA DO BANANAL
Após o café da manhã, iremos nos deslocar para BR 174 sentido Amajarí, em direção a comunidade do Guariba. Na comunidade seremos recebidos com danças típicas e lanche regional e apreciação de artesanato. Na comunidade existe uma atividade que foi iniciada há dois anos pelas mulheres: a plantação de pimentas. A variedade de pimentas na região, é de mais de dez espécies como: jiquitaia, malagueta, murupi, dedo de moça, entre outras. Teremos também uma rodada de conversas, onde se conta toda a história da comunidade. Almoço. Logo após o almoço, passeio nas trilhas no entorno da localidade. Retornando da trilha daremos prosseguimento
rumo a comunidade indígena do Bananal, com chegada prevista para o finalzinho de tarde. Faremos o pernoite no acampamento com barracas ou rede. Jantar e pernoite.

Dia 04 – COMUNIDADE INDÍGENA DO BANANAL
Logo após o café, iremos conhecer os arredores da Comunidade do Bananal fica situado no Alto de São Marcos, são 03 etnias que vivem ali: Wapixana, Taurepang e Macuxi, que contam também com imigração indígena venezuelana, uma troca de experiência e cultura. A comunidade tem plantação de bananas, abacaxi e produção de farinha, que movimenta a economia das famílias. Eles também desenvolvem atividades turísticas, como ir na Casa de Farinha, trilhas, cachoeiras. O artesanato fortalece e valoriza a cultura indígena. Participaremos das atividades que nos oferecerão, desenvolvidas durante o dia de hoje. O almoço, jantar e pernoite será na própria comunidade.

Dia 05 – COMUNIDADE INDÍGENA NOVA ESPERANÇA
Café da manhã, seguiremos para visitar a Comunidade Indígena Nova Esperança, na Reserva São Marcos, localizados próximos da BR 174, sentido fronteira com a Venezuela, cerca de 04 km antes da cidade fronteiriça de Pacaraima. Nesta região convivem 03 etnias: Wapixana, Macuxi e Taurepang. Esta comunidade é da etnia Wapixana, com uma área de 654ha, e desenvolvem atividades voltadas para o turismo, mostrando seus costumes, cultura, sabores gastronômicos, além de alguns atrativos naturais. Periodicamente realizam eventos culturais e esportivos, entre eles o “Batismo Tradicional Indígena”, momento muito bonito onde alguns dos visitantes podem participar. Durante o dia de hoje, participaremos das atividades que nos oferecerão: Batismo (opcional se for programado com antecedência), um breve passeio para conhecer os arredores, com rodadas de conversas para conhecer um pouco da história, dos costumes, da subsistência, dos projetos que eles desenvolvem e das perspectivas que tem com o futuro, entre eles o turismo cultural. Pernoitaremos neste local (barraca ou rede), aproveitando bastante do ambiente, com possibilidade de uma experiência de dormir na mata (opcional e conforme a disponibilidade deles). Todas estas atividades serão solicitadas com antecedência. Jantar e pernoite.
Para o evento de Batismo (opcional de cada participante) é cobrada uma taxa de R$ 150,00 por pessoa.

Dia 06 – COMUNIDADE KAWUÊ
Pela manhã, após o café, nos deslocaremos para a Comunidade Indígena Kawuê, reconhecida no dia 11 de fevereiro de 2008 após o Decreto Presidencial n° 534 de 15 de abril de 2005 de homologação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol. A Etnia Macuxi é a prevalecente, está localizada na fronteira entre Brasil e Venezuela. Desde a sua criação a visão para o desenvolvimento sempre foi relacionado ao turismo, focado pela preservação da fauna e flora local. Faremos as atividades sugeridas por eles. No final da tarde, iremos para um ponto de observação do pôr-do-sol, e depois um agradável momento ao redor da fogueira e ouvir as histórias que nos contarão. Jantar e pernoite na Comunidade.

Dia 07 – COMUNIDADE KAWUÊ
Nesta manhã, faremos uma atividade para ver o nascer do Sol na Serra da Vitória, e outras atividades que a comunidade irá oferecer (Cachoeira Primavera, da Moça e Sítio da D. Chaguinha). No retorno, teremos o almoço, e em seguida faremos o roteiro do Café Imerú, igarapés e atividades com cavalos. Jantar e pernoite.

Dia 08 – COMUNIDADE RAPOSA I
Após o café da manhã, prosseguiremos a nossa viagem rumo a Comunidade Indígena Raposa I, da etnia Macuxi, quer está localizada ao norte de Roraima. O percurso inicial será pela rodovia BR 174, num trajeto de
35km de asfalto, entrando depois por uma estrada de piçarra com mais 130 km de paisagem típica da savana de Roraima. Oportunidade para observar plantas, animais, sobretudo pássaros nativos da região. Durante o percurso há algumas comunidades indígenas das etnias Macuxi e Wapixana por onde passaremos. A chegada será para o almoço, com a receptividade do povo desta comunidade. Na Comunidade Raposa conheceremos as oficinas de panelas de barro, trilhas e o Mirante do Arco-íris para o pôr do sol.
Conhecendo um pouco sobre a produção das Panelas de Barro da Comunidade:
É uma herança cultural datada de 1870 que reúne tradição, orgulho e cotidiano. A arte de fazer panelas de barro é um Patrimônio Imaterial indígena, da etnia Macuxi, e a ideia é sensibilizar os próprios membros da comunidade a respeitarem e incentivarem a prática de fazer as panelas de acordo com os padrões tradicionais. A importância da produção do artesanato vai muito além do valor cultural e econômico. Tem a ver com o dia a dia, com o próprio sabor das comidas cozidas nas panelas. A comida feita na panela de barro, além de ficar pronta mais rapidamente, tem um sabor muito mais gostoso do que teria se fosse preparada na panela de ferro. Jantar e pernoite.

Dia 09 – COMUNIDADE RAPOSA I
Logo após o café iniciaremos uma caminhada na trilha da Raposa para um banho relaxante na cachoeira. Após o almoço, retorno para Boa Vista. Teremos uma parada no km 55, local rústico e receptivo, onde iremos tomar um delicioso açaí, tipicamente roraimense, o famoso açaí do S. Antônio. Em seguida, continuar a viagem com chegada aproximadamente 18:00hs, onde todos serão acomodados no hotel e terão a noite livre.

Dia 10 – EMBARQUE PARA CIDADE DE ORIGEM
Manhã livre. Transfer out para aeroporto conforme horário do voo.

– Mínimo de 03 participantes
– Agendamento com 07 dias de antecedência
– Cancelamento com até 48 horas
– Atividade sujeita a questão de chuvas entre maio e agosto
– Não necessita obrigatoriedade de documento como RG ou CNH
– Portadores de restrição de mobilidade devem informar com antecedência

REGRAS GERAIS

– Mínimo de 03 participantes
– Agendamento com 07 dias de antecedência
– Cancelamento com até 48 horas
– Atividade sujeita a questão de chuvas entre maio e agosto
– Não necessita obrigatoriedade de documento como RG ou CNH
– Portadores de restrição de mobilidade devem informar com antecedência

INCLUI

-Guia, -Transfer

– Hospedagem
– Pernoite em redes ou barracas nas comunidades
– Alimentação nas comunidades
– Taxas nas comunidades
– Seguro viagem

Política de cancelamento

Até 24 horas antes da experiência

AVALIAÇÕES DE COMPRADORES

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Circuito das Comunidades de Roraima”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EXPERIÊNCIAS

RELACIONADAS

– Hospedagem
– Pernoite em redes ou barracas nas comunidades
– Alimentação nas comunidades
– Taxas nas comunidades
– Seguro viagem

Até 24 horas antes da experiência